Com o cenário corporativo atual em constante mudança, é importante que as empresas preparem suas equipes para permanecerem competitivas e enfrentarem os desafios do futuro. O processo de upskilling (aperfeiçoamento de competências) e reskilling (requalificação) pode ajudar os colaboradores a se adaptarem às novas tecnologias ou à evolução dos mercados de trabalho, como aumentar a produtividade e a retenção. 

Com o advento da Quarta Revolução Industrial, o Fórum Econômico Mundial prevê que aproximadamente um bilhão de cargos serão transformados pela tecnologia na próxima década. Ao mesmo tempo, as mudanças econômicas e demográficas exercem uma pressão adicional na preparação de profissionais para os empregos do futuro.

O que a sua empresa pode fazer para se manter à frente nesta era de rápidas transições? Uma possibilidade é concentrar-se no aperfeiçoamento de competências e na requalificação. Isso permitirá que você transforme seu quadro de funcionários sem precisar de novas contratações, deixando sua empresa em vantagem para enfrentar os desafios do cenário corporativo moderno.

o que é upskilling?

Aprimorar as competências de cada colaborador para complementar novas facetas de seu trabalho atual é uma definição relativamente simples de upskilling. Trata-se de capacitar pessoas, mas mantê-las em suas mesmas funções.

Embora pareça uma descrição simples, o upskilling (aperfeiçoamento de competências) deve ser adaptado às necessidades futuras da empresa e geralmente requer tempo e orçamento adicionais. Para ser bem-sucedido, um programa de aperfeiçoamento deve levar em consideração as seguintes dinâmicas:

  • áreas prioritárias da empresa;
  • identificação de lacunas de habilidades em cada área;
  • definição de metas mensuráveis para o programa;
  • capacidade orçamental;
  • formas de treinar e atrair talentos e garantir a cooperação da gestão.

Vale lembrar que seu modelo de negócio deve ser compatível com as novas competências. Portanto, a gestão e a diretoria devem prever onde a empresa estará daqui a 5 anos e quais áreas passarão pelo processo de aperfeiçoamento. Quando feito corretamente, o upskilling oferece diversas vantagens tanto para a empresa quanto para os colaboradores.

benefícios do aperfeiçoamento de competências para os colaboradores

  • Colaboradores devidamente capacitados terão mais confiança em seu trabalho e maior satisfação em geral.
  • Os colaboradores que acreditam que a empresa trabalha com eles para manter sua empregabilidade apresentarão menos estresse e terão menos motivos para procurar outro emprego.
  • Gerando mais oportunidades de promoção dentro da empresa, um objetivo de carreira indicado por 40% dos colaboradores entrevistados na pesquisa Workmonitor de 2023 da Randstad.

benefícios do processo de aperfeiçoamento para a empresa

  • Investir nos colaboradores fomenta a cultura da empresa e atrai os melhores talentos.
  • O processo de aperfeiçoamento permite que as empresas sigam novos rumos e empreendam novos projetos, também reduz os custos de contratação.
  • Aumento da produtividade em decorrência das habilidades aprimoradas e da nova confiança conquistada por parte dos colaboradores.
como o upskilling e reskilling podem preparar sua empresa para obter sucesso no futuro
como o upskilling e reskilling podem preparar sua empresa para obter sucesso no futuro

o que é reskilling?

Ensinar uma nova habilidade a um colaborador cujo trabalho se tornou antiquado é um bom exemplo de reskilling. À medida que a tecnologia e o cenário digital mudam, alguns empregos perdem relevância, enquanto outros se tornam imprescindíveis. Por exemplo, de acordo com as tendências de emprego dos Estados Unidos acompanhadas pelo Fórum Econômico Mundial, a demanda para os seguintes cargos diminuiu na última década: 

  • operadores de TI;
  • assistentes administrativos;
  • arquivistas;
  • inserção de dados;
  • telefonistas;
  • atendentes de telemarketing.

Em contrapartida, as tecnologias com maior implementação pelas empresas e necessidade de funcionários qualificados até 2025 são as seguintes:

  • computação em nuvem;
  • análise de macrodados;
  • Internet das coisas e dispositivos conectados;
  • criptografia e segurança cibernética;
  • inteligência artificial.

Contratar pessoas suficientemente qualificadas e capazes de atuar em áreas que se tornaram importantes nos últimos anos será um desafio para algumas empresas, devido à escassez de talentos e das qualificações necessárias.

Uma maneira de evitar isso é aplicar uma política de reskilling (requalificação). Se sua empresa possui colaboradores talentosos, mas cuja área de especialização está se tornando cada vez menos relevante, não é preciso esperar que ela se torne obsoleta para demiti-los e fazer novas contratações. Em vez disso, é possível requalificar os colaboradores atuais e disponibilizar suas competências para outras áreas especializadas.

Por exemplo, se sua empresa tem uma equipe de TI trabalhando com sistemas legados que serão eliminados em breve, qualificá-la para que se especialize em áreas como computação em nuvem e segurança cibernética preparará a empresa para o futuro e, simultaneamente, apoiará seus colaboradores no crescimento e desenvolvimento pessoal.

Uma sólida política de qualificação também garante que um colaborador com uma ética de trabalho invejável ou habilidades interpessoais incríveis permaneça na empresa. A responsabilidade de identificar possíveis candidatos à requalificação, a fim de proporcionar resultados ideais para a empresa, cabe tanto ao RH como à diretoria.

requalificação do ponto de vista dos colaboradores

  • Colaboradores que não têm medo de ser desligados da empresa sofrem menos estresse mental.
  • O trabalho reduz o tédio, o que é especialmente importante para colaboradores de longa data.
  • Oferecer novas oportunidades dentro da empresa traz mais confiança e, às vezes, um salário maior.

requalificação do ponto de vista da empresa

  • Aprimoramento da gestão de talentos, com a retenção de bons colaboradores e atração de novos candidatos qualificados.
  • Seu banco de talentos terá maior potencial por oferecer um ambiente dinâmico de RH.
  • Geralmente, investir em requalificação é mais econômico do que substituir um colaborador fixo.

upskilling x reskilling

Ao revisar as definições de upskilling e reskilling acima, é possível perceber que a diferença entre os dois termos se encontra no fato do trabalho atual estar mudando ou se tornando ultrapassado. Assim, por exemplo, um colaborador que precisa atualizar seus conhecimentos digitais para utilizar um determinado software de forma mais eficaz em seu trabalho diário é diferente de um colaborador que está aprendendo um trabalho completamente novo e desenvolvendo as habilidades para realizá-lo.

Portanto, na maioria dos casos, para a diretoria da empresa é mais vantajoso criar vias separadas para o crescimento dos colaboradores. No entanto, há momentos em que o desenvolvimento de habilidades se sobrepõe. Considere as seguintes situações.

  • A empresa A passará a adotar um formato totalmente digital para a gestão de documentos. Como consequência, todos os colaboradores precisarão aperfeiçoar as competências para uso do sistema.
  • A empresa B incluirá uma nova linha à sua unidade fabril. Vários colaboradores de longa data serão transferidos para a nova linha e participarão de uma sessão de requalificação com o novo produto e a equipe relacionada.
  • A empresa C abrirá uma nova unidade em outra área. Aperfeiçoamento e requalificação de talentos. Ao realizar o aperfeiçoamento da equipe nas competências futuras de interação e realocação e ao requalificar talentos com potencial de gestão, a empresa pode iniciar o projeto com um quadro de funcionários confiável.

Os programas de desenvolvimento de aperfeiçoamento de competências e requalificação oferecem às empresas a possibilidade de garantir o futuro de sua equipe nas próximas décadas. Descubra como investir nos seus talentos com o nosso mini guia.

programas vencedores: exemplos de upskilling e reskilling

 Podemos encontrar muitos exemplos de empresas que adotaram o fenômeno de aperfeiçoamento de competências e requalificação. E embora cada modelo de negócio seja diferente, todos têm alguns pontos em comum.

  • Ofereça aos colaboradores as ferramentas adequadas para serem bem-sucedidos na nova tarefa, seja de aperfeiçoamento de competências ou requalificação. Toda a responsabilidade não pode ser imposta apenas aos colaboradores; deve ser um sucesso compartilhado.
  • Deve haver uma comunicação aberta entre a diretoria e os colaboradores para evitar a perda de controle e que sintam ansiedade, algo comum quando se veem forçados a mudar.
  • Por fim, para que o treinamento de requalificação ou aperfeiçoamento de competências seja um sucesso, os colaboradores devem se sentir confiantes ao desempenhar suas novas funções sem a sensação de que todo o processo foi mais trabalhoso.

grupo Volkswagen

A empresa alemã participou de um estudo de 18 meses para determinar como as próximas mudanças no setor de fabricação de automóveis afetarão os índices de emprego. Embora esteja previsto que o fenômeno de transição para a eletromobilidade até 2030 reduzirá postos de trabalho em determinados setores, a empresa espera que outras áreas de produção cresçam.

A Volkswagen dedica recursos para fornecer aos seus talentos treinamentos de aperfeiçoamento de competências e requalificação, a fim de reduzir a perda de empregos e criar um método de produção rentável para as novas tecnologias. Uma dessas áreas é a fabricação de baterias, que pode substituir alguns elementos de produção anteriores, o que oferecerá novas oportunidades (requalificação) para os colaboradores de pesquisa e desenvolvimento e de montagem. Além disso, será necessário um upskilling digital à medida que a empresa avança em direção a um processo de armazenamento centrado em computadores.

BP PLC

Quando a BP iniciou a transformação em toda a empresa para energia integrada e o desenvolvimento de novas soluções energéticas, percebeu que também era necessária uma transformação digital, o que criou uma ampla necessidade de aperfeiçoamento de competências e requalificação em diversos setores. Por exemplo, em vez de contratar novos colaboradores para o setor de engenharia de software, os atuais foram treinados em armazenamento de dados na nuvem para obterem a certificação da AWS.

Felizmente, a diretoria da empresa estava preparada para apoiar a iniciativa e pôde garantir que os processos entrassem em vigor e que fundos suficientes fossem disponibilizados para manter a contratação desses colaboradores durante o processo de treinamento. 

nestlé

Um dos motivos pelos quais a Nestlé mantém sua posição como uma empresa na lista da Fortune Global 500 é por seu enorme respeito e apoio aos colaboradores. A empresa oferece treinamento e mentoria a seus colaboradores por meio de cursos internos e externos e, a partir da pandemia de covid-19, os treinamentos foram digitalizados para acesso virtual.

A Nestlé colabora com várias organizações para ajudar a suprir as necessidades dos jovens colaboradores e dos que estão em risco de desemprego e para permitir que os talentos atinjam todo o seu potencial.

  • O Reskilling 4 Employment é um grupo de reflexão composto por CEOs que representam empresas tecnológicas e industriais europeias cujo objetivo é promover a requalificação e o aperfeiçoamento de competências para atender à demanda das empresas atuais.
  • programa Nestlé Needs YOUth ajuda os jovens por meio de capacitação, aprendizagem, estágios e acesso ao conhecimento. 

Além disso, essa empresa com visão de futuro está um passo à frente com o treinamento em realidade virtual (RV), garantindo que todos os seus colaboradores, independentemente da localização ou nível de alfabetização, possam acessar valiosos conhecimentos de segurança e treinamento em situações hipotéticas.

AXA

A AXA, um dos principais grupos de seguros e gestão de ativos, defende a responsabilidade ambiental e convoca todo o apoio de seus colaboradores. O desafio da AXA é realizar o aperfeiçoamento de competências de seus colaboradores para que entendam, promovam e tenham um estilo de vida com consciência ambiental. A ESG and Climate Academy da empresa capacita os colaboradores para tomarem decisões de investimento que tenham um impacto positivo nos princípios ambientais, sociais e de governança.

À medida que os colaboradores da AXA são capacitados, eles transmitem seus conhecimentos aos clientes, o que reforça ainda mais o objetivo da empresa de investir no futuro com responsabilidade. Além do aperfeiçoamento de competências dos talentos em termos de conscientização climática, a empresa garante o sucesso de longo prazo de sua meta de ampliar os investimentos ecológicos.

grupo campari

A empresa italiana de bebidas alcoólicas Campari oferece aos seus colaboradores diversas vertentes para o aperfeiçoamento de competências e requalificação. Possuem treinamentos para funções específicas dentro da empresa ou treinamento de requalificação para que um colaborador atual venha a ocupar um novo cargo. Além disso, o Centro de Desenvolvimento do Grupo Campari é um programa de treinamento de aprimoramento de competências em que os colaboradores podem assumir responsabilidades de liderança e gestão.

As empresas da atualidade devem estar preparadas para enfrentar desafios imprevistos, pois o mundo parece mudar mais rápido do que nunca. Preservar nosso quadro de funcionários por meio de aprimoramento de competências e requalificação pode ser parte da solução para a escassez global de mão de obra e lacuna de habilidades. Como demonstrado pelos exemplos, utilizarmos as habilidades que temos e aperfeiçoá-las é um princípio ainda válido nos dias atuais.