Prós e contras da contratação de talentos flexíveis

Cada vez mais, empresas estão flexibilizando a força de trabalho como parte central de sua estratégia de RH. Se você está pensando em usar esta abordagem, vale a pena analisar os prós e contras.

 

O conceito de flexibilidade nunca foi tão importante para o mundo do trabalho como é hoje. As empresas estão percebendo o quanto têm a ganhar com a incorporação de equipes flexíveis e talentos temporários em suas estratégias de RH, com ganhos que vão desde eficiência de custos até acesso mais rápido a habilidades específicas.

 

Os trabalhadores, por sua vez, estão reconhecendo cada vez mais os benefícios profissionais, financeiros e de bem-estar que podem ser obtidos com os formatos autônomo e trabalho 'gig' (independente). Muitas pesquisas realizadas apontam essas tendências e mostram o crescimento da força de trabalho flexível.

 

Se você quer intensificar o uso de trabalhadores temporários e está pensando em como essa abordagem se adapta ao seu negócio, vale a pena considerar alguns dos prós e contras da contratação de talentos flexíveis.

Pró: Acesso a habilidades especializadas

Um dos maiores desafios enfrentados pelas empresas no recrutamento é a identificação de candidatos com habilidades específicas no mercado. De acordo com a Sociedade de Gestão de Recursos Humanos, 75% dos profissionais de RH que enfrentam dificuldades de R&S  (recrutamento e seleção) dizem que há uma escassez de habilidades entre os candidatos. 

 

A escassez de talentos é particularmente crítica em certos setores-chave, como engenharia  e segmentos técnicos. A crise provocada pela pandemia da Covid-19 aumentou o desemprego e o número de pessoas procurando trabalho, mas as empresas ainda têm dificuldades em encontrar as habilidades de que precisam em áreas especializadas.

 

Pesquisas realizadas na União Europeia mostraram que as habilidades existentes hoje na força de trabalho estão aquém do necessário para que os funcionários "realizem seus trabalhos no seu nível mais alto de produtividade".

 

O crescente grupo de talentos autônomos e temporários disponíveis no mercado pode ajudar o seu negócio a acessar habilidades e experiências difíceis de serem adquiridas por meio de contratações tradicionais.

 

Contra: Possível falta de engajamento

Os trabalhadores flexíveis são inegavelmente uma fonte valiosa de habilidades, mas eles não são membros permanentes da sua organização. Portanto, é compreensível que você tenha algumas preocupações sobre seu engajamento com o negócio e o que ele está tentando alcançar.

 

“Sua equipe temporária entende a visão de longo prazo da organização? Ela está comprometida em ajudar sua empresa a alcançar seus objetivos?” Essas são perguntas válidas.

 

Se as principais partes interessadas dentro de sua empresa possuem essas preocupações, existem medidas que você pode tomar para minimizar o risco de baixo engajamento de uma equipe flexível.

 

Por exemplo, é importante ter certeza de que você está evitando erros comuns no onboarding (recepção) de seus trabalhadores temporários. Se você conduzir essa fase do processo corretamente, é mais provável que haja resultados positivos a longo prazo.

 

Outra medida eficaz para engajar sua força de trabalho temporária é trabalhar na construção de relacionamentos duradouros com trabalhadores flexíveis, possivelmente com foco em trazê-los para a organização permanentemente, se isso é algo interessante para ambas as partes.

 

Pró: Eficiência de custos

Alcançar a máxima eficiência no custo do capital humano sempre será um objetivo fundamental para a maioria dos departamentos de RH, e engajar-se com o mercado temporário de talentos quando você tem necessidades imediatas de habilidades é uma boa maneira de alcançá-lo.

 

É sabido que a contratação de um funcionário permanente é um compromisso financeiro considerável, com custos incluídos desde o recrutamento e seleção, onboarding, treinamento, salário e benefícios a serem contabilizados. As empresas também perdem dinheiro e produtividade enquanto as posições não são preenchidas.

 

Trazer trabalhadores flexíveis pode ajudá-lo a fazer o melhor uso do seu orçamento de RH, garantindo que você só está pagando pelas habilidades e serviços que você precisa. Isso pode ser particularmente importante se você tiver demandas de curto prazo - se você precisar de habilidades especializadas para concluir um projeto único ou pessoas adicionais para atender a um pico sazonal de demanda, por exemplo.

 

Um relatório da North Highland e da Economist Intelligence Unit mostrou que a redução de custos é a razão mais comum para as organizações usarem talentos temporários.

 

Muitas empresas podem se beneficiar da eficiência de custos de curto prazo dos funcionários à medida que buscam retomar o volume de negócios e preencher lacunas de habilidades causadas pela pandemia da COVID-19.

Contra: Menos controle

A contratação temporária é uma boa maneira de obter as habilidades que você precisa rapidamente e manter seus custos de capital humano sob controle, mas alguns gestores de RH podem ter preocupações de que o uso de mão de obra flexível signifique menos controle sobre sua força de trabalho.

 

O recrutamento tradicional e a admissão de funcionários permanentes lhe dão tempo para se envolver e construir relacionamentos com os funcionários. Você ainda pode trabalhar com novos colaboradores para garantir que eles estejam familiarizados com o funcionamento da empresa e o que será esperado deles em suas funções.

 

Embora o processo de onboarding para talentos temporários seja diferente, isso não significa necessariamente que você tem que renunciar ao controle. É importante ter certeza de que os temporários contratados assimilem bem a cultura da sua empresa e os métodos de trabalho. Uma maneira de garantir isso é verificar o histórico de trabalho dos candidatos para ver como eles se saíram em organizações semelhantes às suas no passado.

 

Você também pode minimizar os riscos trabalhando com um parceiro de staffing experiente, que pode oferecer conhecimento aprofundado sobre seu setor e mercado de trabalho local.

Pró: Mudanças ao decorrer dos tempos

A forma como as pessoas e as empresas trabalham está mudando em todo o mundo. Se você quer acompanhar as tendências rápidas de talent acquisition (aquisição de talentos) e expectativas de força de trabalho, você precisa estar preparado para mudar a forma como você encontra e contrata trabalhadores.

 

Pesquisas mostraram:

 

  • 76% dos líderes de capital humano estão fazendo da força de trabalho temporária uma parte fundamental de sua estratégia geral de força de trabalho.
  • Trabalhadores autônomos na UE têm níveis mais altos de satisfação no trabalho do que a força de trabalho no geral.
  • 75% dos líderes financeiros corporativos consideram os freelancers e funcionários temporários como uma parte importante das práticas de empregabilidade de sua empresa.

Empresas que não evoluem e não acompanham essas tendências correm o risco de ficarem para trás.

 

A Randstad compilou uma lista de dados que destacam a relevância da força de trabalho flexível com insights e pesquisas de diversas fontes.

 

Faça download da lista

Compartilhe esse conteúdo em suas redes sociais: