Brasileiro busca qualificação para aumentar empregabilidade

Com a competitividade no mercado de trabalho cada vez maior, os brasileiros estão se preocupando mais com as competências e habilidades essenciais para aumentar o seu nível de empregabilidade. Segundo a pesquisa feita pelo Grupo Randstad, que analisa o comportamento da população em relação às habilidades e competências na área profissional, 98% dos brasileiros acreditam que atualizar frequentemente suas habilidades amplia as oportunidades no mercado de trabalho.

Para elevar essa empregabilidade, é necessária a busca constante pela qualificação. No entanto, a Randstad analisou que apenas 68% dos brasileiros entrevistados dizem não estar aplicando todo o seu conhecimento no emprego atual, quando a média mundial é de 74%.
De acordo com Camila Mendes, gestora de recursos humano da RH Vitae, o setor de treinamento e desenvolvimento de pessoas precisa compreender as atividades desenvolvidas pelo profissional no cargo ocupado e investir em aperfeiçoamento para estimular a busca pelo conhecimento.

Para ela, além daquelas habilidades adquiridas pelas experiências, as competências natas são fundamentais para qualquer profissional, independentemente da área de atuação. “A capacidade que a pessoa tem de se comunicar e a capacidade de sonhar também podem estar atreladas. Somam-se a elas os valores éticos e comportamentais que também devem estar nos profissionais. O conhecimento técnico é uma parte do processo”, destaca.

Já o gestor de relacionamento Domingos Assis diz que depende muito da área, mas conhecimentos em informática, como o Excel, são universais. “Mesmo assim ainda é muito comum encontrar pessoas que não sabem usar computadores, principalmente os mais velhos, mas é necessário se atualizar”, diz Domingos.

“O mercado exige hoje um novo perfil, o profissional precisa se reinventar e ser condutor da própria carreira”, diz Edilberto Reis, diretor-executivo da RH Decisão. Segundo ele, as questões emocionais também pesam muito nessa hora, já que ele tem que mostrar que saberá lidar com qualquer situação.

 

Crescimento profissional

Para segurar o emprego e crescer na empresa, o funcionário tem que estar atento às maneiras que existem para fazer com que isso aconteça.

A pesquisa ainda diz que 97% dos brasileiros acreditam que manter suas atribuições atualizadas são de sua própria responsabilidade. Ou seja, a maioria das empresas não vai cuidar disso e o profissional precisa buscar cursos, especializações, cursos de idiomas, que são o básico para crescer em qualquer organização.

Edilberto também acredita que o funcionário tem que se sentir colaborador e não apenas um empregado. “Além da parte técnica, é preciso ter um bom relacionamento, enxergar o cenário no qual a empresa está inserida e encarar os desafios que as transformações que acontecem no mundo impõem”, explica o diretor.

< voltar à página anterior