newsletter da Randstad

Descubra as informações que levam você e sua empresa adiante na gestão de talentos.

Crise faz crescer a demanda por profissionais de logística na região do Vale do Paraíba

Se por um lado a crise afetou centenas de milhares empregos, por outro ela também abriu oportunidades para explorar setores estratégicos nas companhias, como a área de logística. Segundo uma pesquisa feita pela consultoria de recrutamento Randstad Professionals, a demanda por esses profissionais na região aumentou em 15% nos últimos seis meses.

Isso porque, de acordo com o gerente da unidade da empresa no Vale do Paraíba, Diego Rodrigues, reduzir custos na distribuição de produtos é um dos maiores desafios para empresas de bens de consumo, fazendo com que a logística seja uma das áreas mais importantes de uma organização. “Profissionais dessa área têm a missão de garantir que a mercadoria chegue ao destino final com qualidade, de forma rápida, segura e, principalmente, reduzindo expressivamente os custos operacionais”, explica o gerente.

E mesmo em época de recessão a compensação pode ser grande para quem é qualificado e experiente. De acordo com Rodrigues, o salário médio de um gerente de logística e supply chain pode variar de 15 a 22 mil reais por mês. Ter fluência em inglês e MBA ou pós-graduação em supply chain são algumas das características de destaque em um profissional que quer atuar nessa área. “Mesmo em momentos de retração, as corporações buscam profissionais dispostos a ‘encarar’ o momento atual com energia e determinação e que enxerguem alternativas e novos caminhos a todo momento” diz o recrutador.

No entanto, conseguir suprir as demandas dessas empresas com profissionais da região ainda tem sido um desafio. De acordo com a Randstad Professionals, cerca 70% dos candidatos contratados vieram de São Paulo, Campinas e Rio de Janeiro nos mais de 170 projetos de recrutamento executados no Vale do Paraíba.

O ponto positivo é que muitas pessoas qualificadas que já eram da região e se mudaram estão retornando para suas cidades. “Uma boa parcela dos profissionais que recrutamos vem de São José dos Campos. Eles saíram há alguns anos, estudaram, se especializaram, atuaram em outros mercados e, após amadurecimento na carreira, retornaram para atuar nas empresas da região por meio do nosso processo de recrutamento”, afirma Diego Rodrigues.

Mas, não é somente na logística que é possível se destacar em tempos de crise. Segundo a consultoria, as áreas de finanças e impostos tiveram crescimento de 32% neste ano. Vendas e marketing também se destacaram, com aumento de 18% na demanda por profissionais de janeiro de 2015 até o momento.