Índia é líder em mudanças de emprego ; Noruega, em estabilidade

A pesquisa global Randstad WorkMonitor com 19 países mostra Índia e Malásia na liderança de mobilidade de trabalhadores, enquanto Noruega e Espanha ocupam posição exatamente oposta, ou seja, de liderança na permanência de trabalhadores em cargos, nas mesmas empresas, nos últimos seis meses.
De acordo com a sondagem mais recente da Randstad, realizada entre 23 de outubro e 8 novembro, na Índia 28% dos trabalhadores empregados mudaram de empresa, mas ficaram em cargos comparáveis ao anterior; 18% dos trabalhadores empregados mudaram de cargos na mesma empresa em que já estavam; 5% ganharam outro posto em outra empresa; e 49% ficaram nos mesmos cargos e nas  empresas em que estavam nos últimos seis meses do ano. 
Na Malásia, o resultado da pesquisa é bem parecido: 27%  dos trabalhadores empregados mudaram de empresas assumiram posições  comparáveis; 16% trocaram de cargos na mesma empresa; 7% mudaram de cargo e de empregador; e 50% permaneceram na mesma função e na mesma empresa. 
Na Noruega, 11% dos trabalhadores empregados foram para outras empresa em funções semelhantes; 7% mudaram de cargo na  mesma empresa; 5% trocaram cargos e empregadores e 76% ficaram nas mesmas funções desempenhadas nas mesma empresas em que já trabalhavam. 
Na Espanha, sobe a 78% a percentagem de trabalhadores que não saíram do lugar, enquanto 5% mudaram de cargo e de empresa; 6% ganharam novo posto na mesma empresa; e 11% dos trabalhadores empregados foram para outras empresas, mas com função semelhante.
Em tempo: a Randstad tem 4.452 escritórios em 39 países e está listada na bolsa de Nova York. No Brasil tem 21 filiais distribuídas em todas as regiões.
 

Fonte : Valor Investe - 17/01/19