newsletter da Randstad

Descubra as informações que levam você e sua empresa adiante na gestão de talentos.

4 principais desafios de RH na indústria alimentícia

A COVID-19  gerou novos desafios para todas as áreas das empresas - especialmente para os departamentos de RH - que estão trabalhando duro para acompanhar as mudanças.

O setor alimentício e suas cadeias de suprimentos estão enfrentando uma série de desafios únicos que exigirão soluções dedicadas e eficazes para que as organizações se mantenham competitivas durante este período.

A pesquisa da Food Industry Executive mostrou que:

  • A COVID-19 evidenciou problemas que já estavam presentes no setor, particularmente em torno da segurança e produtividade dos funcionários.
  • Quase três quartos (72,5%) das empresas de processamento e embalagem de alimentos disseram que mudaram sua estratégia de negócios ou operações em resposta à pandemia.
  • Mais da metade (54%) dos entrevistados previu que a indústria de alimentos chegará ao fim da pandemia mais forte do que antes.

Para obter sucesso, as empresas devem estar prontas frente aos desafios.

segurança do funcionário

Uma vez que a COVID-19 permanece em nosso dia a dia, os empregadores devem continuar seu compromisso de manter sua força de trabalho segura e garantir que as pessoas não sejam colocadas em risco de infecção.

Como vimos em 2020, o distanciamento físico foi e continua sendo fundamental para combater a propagação do vírus em todo o mundo. O que gerou uma grande dificuldade para fabricantes de alimentos, cuja forma tradicional de trabalhar envolvia pessoas reunidas nas linhas de produção e processamento.

Os equipamentos e telas de proteção individual se tornaram comuns nas linhas de produção, à medida que as empresas procuram novas maneiras de impedir a propagação do vírus em mutação.

As organizações também contam umas com as outras para compartilhar as melhores práticas e discutir ações bem sucedidas e também possíveis contratempos que tenham experimentado. A transparência entre os fabricantes de alimentos tem sido uma das tendências mais positivas que resultaram desta situação.

permanecendo competitivo

Manter as pessoas seguras e saudáveis deve ser o principal objetivo dos empregadores durante este período, mas as empresas também se concentrarão em como podem manter uma força de trabalho produtiva e sustentável que lhes permita permanecer competitivos.

Em um setor como o de alimentos, fatores como preço e entrega no prazo são essenciais para o sucesso do negócio. A entrega no prazo foi particularmente importante em 2020, uma vez que os varejistas tiveram que responder aos aumentos repentinos e flutuações na demanda dos consumidores, especialmente para itens como alimentos congelados.

Muitas empresas responderam a esse ambiente volátil repensando suas estratégias de RH. Metas como encontrar a combinação certa de equipe permanente e flexível em sua força de trabalho se tornaram mais importantes do que nunca, à medida que se enfrenta o desafio de equilibrar as preocupações com custos e a necessidade de fornecer um serviço contínuo e confiável.

Outro desafio enfrentado pelas empresas no cenário COVID-19 foi incorporar as tecnologias de RH para planejar sua força de trabalho, contratar e integrar novos funcionários. 

Se a sua empresa enfrenta algum destes desafios, fale com a Randstad. Nossos especialistas podem ajudar sua empresa nesse momento de flutuações intensas de mercado trazendo os talentos certos.

Você busca soluções de RH?

clique aqui

Você é candidato e quer saber sobre nossas vagas?

clique aqui