10 países onde as pessoas estão mais satisfeitas com seus empregos

Reclamar do emprego é uma prática corriqueira que, em alguns momentos, passa a ideia de insatisfação com o trabalho atual. Entretanto, a Randstad, empresa holandesa de soluções em recursos humanos, divulgou com exclusividade a FORBES um estudo que mostra um cenário diferente. De acordo com a Randstad WorkMonitor, pesquisa realizada no primeiro trimestre de 2017 sobre o nível de satisfação dos funcionários com as empresas nas quais trabalham, 74% dos brasileiros entrevistados estão satisfeitos com o atual emprego, posicionando o Brasil em 15º lugar no ranking dos 33 países em que o levantamento foi feito.

“Quando se fala em satisfação, temos que ter em mente que os números são uma visão geral. Não significa que o colaborador esteja 100% feliz com o seu emprego – em algum aspecto ele pode não estar”, explica Sócrates Melo, gerente regional da Randstad Professionals. Melo informa que a pesquisa levou em consideração os seguintes fatores para apontar a percepção dos colaboradores com os empregos atuais: motivação, remuneração e qualidade de vida.

O estudo também indica que 88% das demissões em todo o mundo são em virtude do relacionamento ruim com os gestores. “Há líderes despreparados para o cargo”, afirma o especialista ao explicar que a chegada ao cargo de gerência é, atualmente, rápida, muitas vezes sem a experiência necessária para a posição.

Além disso, outro fator de descontentamento é a exigência de resultados no curto prazo. No caso brasileiro, a crise econômica e a incerteza política estão levando as empresas a focarem em resultados em detrimento da promoção de políticas de desenvolvimento nos recursos humanos.

A seguir, veja os 10 países com maior índice de satisfação dos colaboradores em seus atuais empregos.

Pos. País Satisfeitos Neutros Insatisfeitos
1 México 85% 9% 5%
2 Estados Unidos 84% 10% 6%
3 Índia 82% 14% 4%
4 Noruega 80% 15% 5%
5 Dinamarca 79% 15% 5%
6 Suíça 78% 14% 6%
7 Holanda 77% 17% 5%
8 Portugal 77% 13% 9%
9 Luxemburgo 76% 15% 8%
10 Áustria 76% 19% 4%

 

< voltar à página anterior