diversidade e inclusão no local de trabalho: por que elas são importantes e como você pode promovê-las

Construir uma força de trabalho diversificada e inclusiva deve ser uma prioridade para todos os empregadores, independentemente do tamanho de sua empresa ou do setor em que você opera.

Do ponto de vista comercial, é possível obter uma série de benefícios ao focar na diversidade, como uma força de trabalho mais representativa e produtiva, um melhor desempenho financeiro, como veremos mais adiante neste artigo, e uma marca empregadora mais forte.

Porém, algo mais importante é que os conceitos de diversidade e inclusão estão relacionados com as pessoas. As empresas verdadeiramente inclusivas respeitam e valorizam cada membro de sua força de trabalho como um indivíduo, independentemente de idade, etnia, religião, gênero ou orientação sexual.

O compromisso com esses princípios levará a resultados positivos para sua empresa e seus funcionários no longo prazo.

o valor da diversidade e da inclusão

Ao colocar a diversidade e a inclusão no centro de suas atividades de recrutamento e gestão da força de trabalho, você ajuda a garantir que todos os candidatos e funcionários tenham oportunidades iguais de contribuir e realizar seu potencial. Além da importância do ponto de vista moral e ético, formar equipes diversificadas é imprescindível para o bem-estar, a produtividade e o desempenho dos negócios.

a perspectiva das pessoas

Está se tornando cada vez mais comum para os funcionários – especialmente entre os das gerações mais jovens, que representam o futuro das organizações – desejar trabalhar para empresas que valorizam as diferenças, a diversidade e uma visão progressiva. Mais de quatro em cada cinco candidatos a emprego da Geração Z (83%) veem o compromisso com a diversidade e a inclusão como um fator importante na escolha de um empregador, de acordo com o estudo 2020 State of the Candidate Survey da Monster.

A força de trabalho também têm maior probabilidade de se sentir feliz, engajada e produtiva no trabalho se se sentir totalmente apoiada e respeitada por seu empregador. Adotar uma abordagem diversa e inclusiva para contratar e gerenciar sua equipe demonstra que você vê cada trabalhador como um indivíduo único e que está disposto a dar a todos os candidatos qualificados a chance de mostrar o que eles podem fazer, independentemente de fatores como gênero ou etnia.

plano de negócio

Como observou o Fórum Econômico Mundial, o plano de negócio para a diversidade no local de trabalho agora é urgente. No artigo, o autor Vijay Eswaran destaca que reunir pessoas de uma ampla variedade de origens e áreas de experiência ajuda a fomentar a inovação. Isso é evidente em grande escala em centros urbanos prósperos e bem-sucedidos, como Nova York, Dubai, Londres e Singapura – todos “caldeirões” internacionais com populações locais ecléticas.

Estudos dedicados e elaborados por empresas como a McKinsey forneceram evidências claras das vantagens comerciais que as empresas podem obter com a formação de equipes diversificadas, especialmente no nível sênior. A empresa já publicou três estudos em uma série global explorando este assunto: Why Diversity Matters (2015), Delivering through Diversity (2018) e Diversity Wins (2020). As últimas descobertas mostram que a relação entre a diversidade nas equipes executivas e o sucesso financeiro se fortaleceu com o tempo.

Os principais resultados do estudo mais recente incluem:

  • organizações com equipes executivas mais diversas tinham 25% mais probabilidade de ter lucratividade acima da média, se comparadas com aquelas com menos diversidade;
  • as empresas mais abertas para diversidade étnica tinham 36% mais probabilidade de ter desempenho financeiro superior.

Essas conclusões são apoiadas por um estudo do Boston Consulting Group (BCG), que mostrou que empresas com mais investimentos em diversidade nos cargos de liderança relatam melhores resultados com a inovação e margens de lucro mais altas.

Dados os benefícios claros que sua empresa pode alcançar por meio da diversidade e da inclusão, é importante analisar quais medidas você pode tomar para colocar esses princípios no centro de sua estratégia de RH.

torne isso parte da sua cultura

Para constituírem um pilar eficaz e duradouro em sua organização, a diversidade e a inclusão da força de trabalho devem fazer parte da sua cultura. Não basta adotar uma abordagem isolada, que traga mudanças apenas no nível departamental. Todo o negócio deve estar completamente comprometido com a missão e ciente de sua importância.

É importante garantir que a liderança da empresa esteja totalmente de acordo e envolvida no programa de diversidade e inclusão e pronta para fornecer o suporte necessário para que seja possível obter os melhores resultados. O apoio da diretoria provavelmente dependerá de você elaborar um plano de negócios sólido para valorizar a diversidade e a inclusão. Também será crucial garantir que as diversas iniciativas e atividades envolvidas na promoção da diversidade estejam diretamente ligadas aos objetivos mais amplos da sua organização.

Se sua empresa atualmente busca expansão para novos mercados, por exemplo, você pode se concentrar em como tornar sua força de trabalho mais diversa e representativa, o que o ajudará a entender melhor as necessidades e as expectativas dos clientes.

Garantir que as principais partes interessadas e os tomadores de decisão estejam totalmente envolvidos com o objetivo de promover maior diversidade é um passo imprescindível para tornar isso uma parte fundamental da cultura de sua empresa.

repense o seu recrutamento

Não há dúvida de que otimizar as estratégias e as práticas de recrutamento deve ser uma prioridade para qualquer organização que esteja genuinamente comprometida com a criação de um local de trabalho diversificado e inclusivo. Felizmente, há muito que você pode fazer para garantir que cada estágio de seu processo de contratação seja especialmente projetado para eliminar preconceitos e encorajar candidaturas do maior número possível de candidatos.

Para começar, é importante garantir que as descrições de cargos sejam redigidas com cuidado para serem o mais inclusivas possível. Isso pode envolver evitar jargões desnecessários e não usar palavras codificadas por gênero ou outra linguagem que fará com que as funções pareçam exclusivas ou indesejáveis ​​para grupos específicos.

Também é interessante listar apenas as habilidades essenciais ao discutir os requisitos do trabalho e omitir as qualificações “desejáveis”. O LinkedIn destacou isso como uma forma eficaz de tornar as vagas de emprego mais inclusivas em seu Gender Insights Report, que revelou que as mulheres se candidatam a 20% menos empregos do que os homens e são 16% menos propensas do que os homens a se candidatarem a uma função depois de visualizá-la.

Deve haver ênfase na diversidade e na inclusão em todas as fases do processo de contratação, especialmente em fases cruciais, como a entrevista. Se possível, monte um painel de entrevistas diverso para minimizar o risco de preconceito (consciente ou não) e mostrar a todos os entrevistados que eles serão bem-vindos e terão todas as oportunidades de progredir em suas carreiras na sua empresa.

Outra etapa importante é garantir que as entrevistas sejam padronizadas e estruturadas da mesma forma para todos os candidatos. Isso significa, por exemplo:

  • fazer as mesmas perguntas e seguir a mesma ordem na qual elas são feitas;
  • dar a cada entrevistado a mesma oportunidade de fazer suas próprias perguntas;
  • avaliar todas as respostas da mesma maneira.

forneça treinamento

Se sua empresa realmente se interessa em iniciar mudanças genuínas e duradouras na frente de diversidade e inclusão, vale a pena considerar os benefícios de oferecer treinamento dedicado sobre o assunto.

Essa pode ser uma boa abordagem se você sentir que há a necessidade de promover mais discussão e compreensão de questões essenciais, como:

  • por que a diversidade e a inclusão são importantes;
  • as diferenças entre diversidade e inclusão;
  • preconceito consciente e inconsciente.

Pode haver pessoas em sua força de trabalho que desejem aprender mais sobre assuntos como esses ou que têm perguntas que gostariam de fazer, mas não sabem quando ou como colocá-las. Sessões de treinamento focado proporcionarão uma boa oportunidade para ter conversas honestas, compartilhar informações úteis e aumentar a conscientização sobre tópicos que se enquadram na bandeira da diversidade e da inclusão.

Desse ponto em diante, é importante deixar claro que essa é uma missão contínua, e não algo que pode ser resumido em uma única sessão de treinamento e depois esquecido. Sabrina Clark, diretora associada da SYPartners, uma consultoria especializada em transformação organizacional, afirma que uma forma de trazer mudanças duradouras no modo como as pessoas pensam e se comportam é confiar a tarefa a grupos dedicados que não estejam em nível executivo ou de gestão. Esses grupos podem ser munidos das habilidades e informações necessárias para impulsionar a mudança em sua equipe ou departamento, agindo como exemplos.

interessado em aprender mais?

A diversidade e a inclusão no local de trabalho se tornaram uma consideração fundamental para os empregadores. Trata-se também de um conceito que muda rapidamente e com cada vez mais variantes, o que significa que é uma boa ideia continuar se atualizando para que você possa se sentir confiante de que está tomando as decisões certas para seu pessoal e sua empresa.

Elaboramos um guia aprofundado que examina detalhadamente as diversas etapas da criação de um local de trabalho verdadeiramente diversificado. O guia aborda assuntos como de que modo esse tema se relaciona com seus resultados financeiros e por que a diversidade e a inclusão podem ser difíceis de alcançar.

Ele também recomenda mais estratégias que podem ajudá-lo a priorizar a diversidade no recrutamento.

baixe o guia 

baixe o material

clique aqui

você é candidato e quer saber sobre nossas vagas?

clique aqui

você busca soluções de RH?

clique aqui