produtividade e qualidade de vida dos funcionários: o que podemos fazer para promover os dois

A produtividade dos funcionários tem sido uma preocupação desde que o primeiro trabalhador colocou um assistente sob sua supervisão para aumentar a produção e a receita. A história do comércio e da indústria é a história da busca por uma produtividade sempre crescente. O descaroçador de algodão, a linha de montagem, o computador pessoal – todos esses instrumentos são partes da história da inovação que ajudou as pessoas a realizar tarefas ou a realizá-las mais rápido.

Os profissionais e as empresas de manufatura e indústria de hoje também fazem parte dessa história. Na verdade, é um momento interessante para a produtividade, especialmente do ponto de vista de recursos humanos:

•  a produtividade é mais importante que nunca

•  a qualidade de vida do funcionário é uma preocupação importante 

•  os líderes de RH perceberam que essas duas coisas estão intimamente ligadas

Magnifying glass over data (e.g. insights, future, vision, growth) in various color combinations. Please use the background color as indicated in the file name.

9 sinais de que você tem um problema de produtividade

baixe o checklist agora

Descubra mais sobre esses três tópicos e as lições que eles têm a nos dar sobre a produtividade dos funcionários a seguir.

a produtividade é mais importante que nunca

Aqui estão alguns fatos que demonstram a necessidade de aumento de produtividade experimentada por quase todas as empresas globalmente, particularmente na manufatura e em outras indústrias em que o trabalho remoto não é uma opção muito viável.

• os consumidores estão mais exigentes. Grandes lojas, grandes varejistas online e uma cultura de gratificação instantânea, alimentada constantemente pela internet, fazem com que consumidores e outros clientes selecionados estejam menos inclinados a esperar pelo que desejam ou precisam.

• os prazos estão mais curtos. A corrida para ter o menor preço possível, as demandas dos clientes por maior valor, maior competitividade e menos recursos devido à pandemia e outros fatores forçaram muitas empresas a apertar os cintos. Um relatório da Gartner publicado em 2020 indica que os CFOs estavam controlando rigorosamente os custos, com alguns cortes nos gastos de 25% ao ano devido à pandemia. Se você trabalha com menos dinheiro, não está sozinho. Mas se você for como a maioria de seus concorrentes, também não pode permitir que esses problemas de recursos o impeçam de produzir.

• está mais difícil contratar funcionários competentes. Trazer profissionais competentes para sua empresa com regularidade sempre foi um desafio, mas, após o início da pandemia da covid-19, você pode estar lutando contra preocupações e medos relacionados à saúde acima de tudo. De acordo com uma pesquisa da PwC,  80% dos CEOS estão preocupados com a baixa disponibilidade de competências essenciais. E mesmo assim, a falta de funcionários capacitados não significa que você não tem a demanda do consumidor para atender.

Esses são apenas alguns de uma longa série de fatos que levam à mesma conclusão: as empresas estão sendo desafiadas a fazer mais com menos. E isso significa que a produtividade dos funcionários precisa ser a mais alta possível: maximizar a contribuição de cada funcionário significa que você consegue fazer mais com menos.

a qualidade de vida do funcionário é uma prioridade para a maior parte das empresas

Ao mesmo tempo, não vivemos na época do descaroçador de algodão ou das linhas de manufatura originais da revolução industrial. Os trabalhadores e seus defensores lutaram por melhores condições de trabalho há mais de um século e, em alguns casos, continuam a fazê-lo até hoje. Mas a maioria dos empregadores entende que o bem-estar do funcionário é, na verdade, algo bom para todos.

Aqui estão apenas algumas razões pelas quais a qualidade de vida do funcionário é uma alta prioridade para a maioria das empresas hoje:

•  funcionários saudáveis ​​são mais presentes. Os funcionários que podem cuidar da saúde mental e física têm maior probabilidade de comparecer regularmente aos turnos. Isso é ótimo para a produtividade e a consistência do contingente de funcionários. Uma pesquisa referente à saúde dos trabalhadores australianos, por exemplo, descobriu que funcionários doentes faltam até 9 vezes mais que os saudáveis. Nos Estados Unidos, os Centros de Controle e Prevenção de Doenças observam que as mulheres obesas têm, em média, até uma semana a mais de dias de licença médica do que as que não o são

•  funcionários mais felizes tendem a permanecer por mais tempo. A alta autoestima e o bem-estar dos funcionários levam a menores taxas de desgaste. Como é mais caro contratar um novo funcionário do que manter um existente, isso obviamente é bom para os resultados financeiros. Além disso, seus funcionários testados e comprovados também são normalmente mais produtivos do que alguém que ainda está em treinamento.

•  as pessoas notam quando você se preocupa (ou não) com os funcionários. Sua marca de empregadora é seu passaporte ao longo de qualquer jornada de contratação e, sem uma sólida reputação, você não conseguirá contratar os profissionais mais capacitados. Isso pode deixá-lo atrás da concorrência.

•  a qualidade de vida dos funcionários é um assunto muito discutido. Bem-estar, equilíbrio entre vida profissional e pessoal e outras vantagens positivas da vida não são apenas para os executivos da alta administração atualmente. Mesmo em indústrias de manufatura e similares, você pode encontrar mais candidatos se perguntando como trabalhar para você pode melhorar suas vidas, além de receber um salário consistente por isso. De acordo com estudo da Randstad, 62% dos líderes de capital humano dizem que um programa de qualidade de vida é extremamente importante para atrair talentos.

Como é possível ver, quando você começa a tratar do bem-estar de seus funcionários, está indiretamente tratando de muitas coisas que estão ligadas à produtividade. Isso inclui frequência, autoestima dos funcionários e sua capacidade de contratar e manter as pessoas certas. Mas a ligação entre o bem-estar do funcionário e a produtividade vão ainda mais longe do que isso.

 

a ligação entre a qualidade de vida e a produtividade

Neste tópico, vamos nos aprofundar para entender exatamente como a qualidade de vida dos funcionários afeta a produtividade. Reunimos algumas estatísticas de pesquisas feitas por organizações que lidam com o bem-estar de funcionários em vários países. 

saúde física aumenta a produtividade

fatos: Pesquisadores da Brigham Young University, do Centro de Pesquisa em Saúde e da Organização de Pesquisa de Melhoria da Saúde analisaram como os hábitos físicos saudáveis ​​impactam o contingente de funcionários. Aqui estão algumas de suas descobertas:

• os hábitos alimentares saudáveis ​​aumentaram a probabilidade de aumento do desempenho do trabalhador em 25%

• praticar exercícios pelo menos três vezes por semana correlacionou-se a um aumento de 15% na chance de melhor desempenho no trabalho

• trabalhadores que se alimentavam bem e faziam exercícios tinham 27% menos chances de faltar ao trabalho

ligação direta com a produtividade: As pessoas que se sentem fisicamente bem geralmente podem trabalhar com mais rapidez, eficácia e por mais tempo. Pense nisto: se você está lutando contra uma enxaqueca, lidando com dores abdominais ou gemendo por causa de dores na perna, quão eficaz você será na tarefa que tem à sua frente? A resposta da maioria das pessoas é que qualquer problema de saúde ou sintoma diminui sua atenção, sua motivação e sua capacidade de realizar o trabalho.

informações do empregador: Pense em como você pode ajudar os funcionários a cuidarem de si próprios. Isso pode incluir opções como oferta de benefícios ou programas relacionados ao bem-estar, encorajando pausas para movimentos físicos ou fornecendo oportunidades para lanches ou alimentos saudáveis ​​no local de trabalho.

funcionários mais felizes são mais produtivos

fatos:  Um estudo de Oxford descobriu que os trabalhadores que classificaram sua felicidade como alta eram 13% mais produtivos do que aqueles que disseram que estavam tristes ou tinham baixos níveis de felicidade. 

ligação direta com a produtividade: As pessoas que são mais felizes tendem a ser mais capazes de se concentrar no que estão fazendo. Elas também podem estar mais motivadas, especialmente se estiverem felizes com seu trabalho. Isso significa que elas querem estar lá e fazer um bom trabalho, garantindo que elas possam permanecer e colher benefícios potenciais, como promoções, aumentos ou bônus.

conclusões do empregador: Você não pode, por mágica, fazer pessoas infelizes felizes, mas pode criar políticas que ajudem os funcionários a lidar com seu próprio nível de felicidade. Um exemplo pode ser uma agenda mais flexível, que permite aos funcionários aproveitar outras oportunidades ou cuidar de assuntos pessoais. Outros exemplos são os benefícios educacionais, que permitem o desenvolvimento dos funcionários, e oportunidades de confraternização que criam equipes mais coesas e ambientes de trabalho agradáveis.

problemas de saúde mental não tratados reduzem a produtividade

fatos: A American Psychiatric Association notou que a depressão não tratada pode levar a uma redução na produtividade de até 35% para um trabalhador. Porém, cerca de 80% dos indivíduos com diagnóstico de problemas de saúde mental relatam melhor desempenho no trabalho depois de receber tratamento adequado por meio de terapia, medicamentos e outros métodos.

ligação direta com a produtividade: Problemas de saúde mental – diagnosticados ou não – podem ter um grande impacto nas funções cognitivas, incluindo memória, pensamento crítico e foco. Quando essas funções não estão funcionando de maneira ideal, pode ser difícil para o funcionário prestar atenção à tarefa que tem de realizar. Problemas de saúde mental também podem levar a sintomas físicos, como fadiga, que podem reduzir a produtividade. Some a isso, ainda, o fato de que quando você está deprimido ou ansioso é difícil se concentrar ou se preocupar com as coisas do dia a dia, como o trabalho, e você verá como a saúde mental é um grande fator de produtividade.

informações do empregador: Pense em maneiras de ajudar os funcionários a cuidar de sua saúde mental. Os programas de assistência ao funcionário são apenas uma opção. Muitos dos mesmos programas e opções que você pode oferecer para ajudar as pessoas a serem mais felizes no trabalho também podem ajudá-las a manter sua saúde mental. 

funcionários estressados ​​não são produtivos

fatos: A Universidade de Yale realizou uma pesquisa e descobriu que quase 30% dos trabalhadores têm o estresse especificamente relacionado com os seus empregos.

Ligação direta com a produtividade: O estresse negativo, não importa a causa, pode ter consequências tanto para a saúde física quanto para a saúde mental, e o estresse crônico é especialmente problemático. Portanto, se seus funcionários estão passando por estresse regular devido ao trabalho, podem não estar pensando ou se sentindo bem. Conforme discutido acima, isso faz diferença em quão produtivos eles provavelmente serão. Além disso, se o estresse ultrapassar os limites e os esgotar, os funcionários podem desistir completamente, aparecendo para marcar o ponto sem se preocupar com o quanto realmente fazem. 

conclusões do empregador: Esteja ciente do estresse no local de trabalho e como seus processos e a cultura da empresa podem estar influenciando nisso. Certamente, você deseja manter os funcionários em padrões elevados e trabalhar com as pessoas para ajudá-las a alcançar a excelência pessoal. Mas dedicar algum tempo para garantir que as metas sejam realistas, mas desafiadoras, que você tenha as pessoas certas em vários cargos, que a comunicação seja aberta e clara e que o ajuste da equipe seja parte de seus processos de contratação, tudo isso pode contribuir para reduzir o estresse desnecessário no local de trabalho. 

a produtividade é um problema para sua empresa?

Embora todo empregador deva levar em consideração a qualidade de vida dos funcionários, nem todas as empresas têm hoje um problema de produtividade. Você não pode resolver um problema se não sabe que ele existe, por isso é importante avaliar se seu contingente de funcionários é adequadamente produtivo. Por exemplo, você pode se perguntar o seguinte:

•  as pessoas ou os clientes estão satisfeitos com os nossos produtos e serviços?

•  sua empresa está ganhando dinheiro e os custos de mão de obra estão de acordo com as expectativas?

•  você é capaz de cumprir metas e requisitos com seus funcionários atuais?

•  cada equipe ou cada pessoa está cumprindo os requisitos que você definiu para elas?

Essas são ótimas métricas para medir a produtividade, mas não são as únicas perguntas que você deve fazer. Criamos um checklist com nove indicações de que você tem problemas na produtividade dos funcionários para ficar alerta e para que possa começar a resolver essas questões antes que se tornem problemas maiores.

sobre a autora
sandra ebbers
sandra ebbers

sandra ebbers

vice presidente global de conceitos de inhouse

Sandra é responsável pela implementação do conceito de inhouse em todo o mundo. Esse conceito de negócios agrega valor a grandes organizações, otimizando sua força de trabalho e orientando os trabalhadores temporários em uma maneira econômica de se trabalhar.